segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Desabafo

Hoje ao voltar do supermercado, encontrei uma cachorrinha vaquinha, devia ter 1 mês ou menos, parada no meio da rua, quase no portão da minha casa, ela chorava muito mesmo, parecia procurar a mãe, eu estava um pouco longe na hora, até a confundi com um saco plastico... Corri até ela, e ela veio correndo até mim choramingando. "Meu Deus", pensei na hora... E sem nem pensar, a coloquei em meus braços e trouxe para casa, pra que né... Meu pai me deu dois tapões e falou que não basta o tanto de animais que nós temos, minha mãe, essa..me disse coisas horriveis, que é melhor nem citar aqui, meu coração doeu na hora e pensei mais uma vez em vocês aqui do blog, com suas histórias... Eles me deram até amanhã para eu me "livrar" da chorrinha. Pensei mais uma vez: "Como é que dois adultos que dizem gostar de animais podem fazer isso com um ser inocente...?"

Enfim, não venho aqui nem pedir ajuda, porque não da tempo, tenho que ser rápida, ou sei lá o que pode acontecer com a Vaquinha. Entrei no msn e perguntei a três pessoas o seguinte:

vc passaria na rua... e olharia um filhotinho abandonado e coneguiria ir pra casa numa boa?

Sabe qual foi a resposta? Sim, elas iriam pra casa numa boa. Eu sou um alien ou tenho coração mole demais? Porque meu... Eu não ia conseguir dormir a noite e pensar no animal ali passando frio, fome e sem a mãe. MEU DEUS EM QUE MUNDO EU VIVO? Porque eu sou anormal então.... Só pode. Mas uma coisa ficou bem clara pra mim:

Tapas e palavras rudes não me atingem, o que me machuca e ver pessoas que podem ajudar, e ficam se omitindo atrás de falso moralismo... "Ah tadinho.... mas eu não posso...."

Ela é linda, gente, manhosa, adora um colinho, pena que tem sarna nas patas traseiras, mas isso logo da pra resolver.... TORÇAM PARA MILAGROSAMENTE ENCONTRAR UM DONO PRA ELA AMANHÃ.... porque eu não sei o que vai acontecer, nem comigo, nem com ela...

Ah, eu amo vocês e o que vocês fazem pelos seus animais, sinceramente se não fosse por ler seus blogs eu não encontraria forças. Eu ainda sou "criança", e não é pelos meus pais que sou assim, posso ter certeza.

2 comentários:

Claudinha disse...

Ai Carol, que situação! vc não está sozinha nessa.... somos todos aliens, então.... vc pode ter só 15 anos, mas possui atitude que muitos adultos nunca terão .... aquela sociedade de proteção animal não acolhe o filhote? não tem amigo que pode hospedá-la por enquanto?
depois diga o que aocnteceu ..... e se precisar de ajuda, pode contar comigo, tô aqui longe, mas sempre dá pra ajudar, mesmo que só divulgando no blog...
um abraço bem apertado

milene widholzer disse...

Oi Carol, também moro longe, mas vou postar lá no meu blog, quem sabe divulgando possa ajudar. Bjs